Wiki The King of Cartoons
Advertisement
Drácula
Drácula
Dracula.jpg
Vlad Tepes
Perfil
Nome CompletoMathias Cronqvist (Humano);
Vlad Tepes Dracula (Vampiro)
Títulos e ApelidosLord of the Castle
Aniversario/Idade1062 (Como Mathias Cronqvist); tinha 32 anos quando era humano, atualmente é imortal.
Local de NascimentoTransilvania - Romênia
AlturaVaria
PesoVaria
Tipo SanguíneoDesconhecido
RaçaVampiro
Familia/RelacionadosElizabetha Cronqvist (Primeira Esposa),
Lisa (Segunda Esposa),
Alucard (Filho),
Elizabeth Bartley (Sobrinha),
Soma Cruz (Atual Encarnação)
Trabalho/OcupaçãoLorde de seu Castelo, Alta posição na influencia das criaturas da noite, Membro do Ultimo Andar da Tower of Darkness
Gosta deMal/Maldade, Sua posição sobre as criaturas da noite
OdeiaJustiça, Paz, Bondade, Humanos, Família Belmont
HobbiesRessuscitar
Comida FavoritaUma boa taça de vinho
Música FavoritaMusica Clássica
RankS+
ArmasNenhum normalmente
Estilo de LutaUso de Mágica e Artes das Trevas
PoderesMágicas, Artes das Trevas, Power of Dominance
Energias妖気 Yōki
マナ Mana
巫力 Furyoku*
霊圧 Reiatsu *
Franquia OriginalCastlevania
ContraparteVlad Drăculea (Mundo Real)
Gabriel Belmont (Lords of Shadow)
Primeira ApariçãoTKOC
Esta página se trata de um personagem de outra franquia; sua história e outros dados abaixo foram modificados para a sua participação na fanfic.
Se você veio até aqui sem querer, não use essa página como base para informações oficiais, e nem reproduza ela em outro lugar com tal intuito.
Use a Castlevania Wiki para isso.

"O que é um homem? Uma miserável pilha de segredos! Mas chega de conversa, Prepare-se!!!"
Drácula

Drácula Vlad Tepes (ドラキュラ・ヴラド・ツェペシュ Dorakyura Vurado Tsu~epeshu), antes conhecido como Mathias Cronqvist, é um lendário vampiro e principal antagonista da franquia Castlevania além de outras obras, baseado principalmente na obra de Bram Stoker e na figura histórica Vlad Drăculea.

Drácula é classificado como um dos vilões mais perigosos do mundo.

Aparência

Drácula muda sua aparência cada vez que retorna ao mundo dos vivos, muitas vezes bastante inconsistente... A vezes sendo um homem já de idade, outras vezes sendo mais jovem.

A maioria das suas aparências e vestimentas podem puxar os dois estereótipos. Um homem de longos cabelos brancos ou pretos acompanhado de um cavanhaque e as vezes um bigode. Ele pode estar trajando um manto ou um refinado traje de gala. Ele também pode ter tipicamente o cabelo curto com o rosto limpo e jovial enquanto utiliza um terno. A maioria das suas vestimentas são acompanhados de uma longa capa preta, vermelha ou roxa.

Quando era humano, como Mathias Cronqvist, ele era um jovem homem com longos cabelos escuros e olhos azuis claros. Sua face era muito similar ao da sua encarnação atual: Soma Cruz e também ao seu filho Alucard.

História

1094 (Lament of Innocence/TKOC The Power of Blue Dragon)

Drácula inicialmente era um humano chamado Mathias Cronqvist que nasceu em 1062.

Em algum momento durante os meados do século 11, ele atuou em uma companhia de cavaleiros ao lado do Barão Leon Belmont. Com estratégias militares brilhantes de Mathias e as habilidades com espada de Leon, seu grupo era imparável.

Pouco se sabe da vida pessoal de Mathias ou de sua família, exceto de que eles parecem ter sido praticantes da Alquimia de longa data e tenham avançado em seus estudos a um nível que a maioria dos alquimistas jamais poderia ter sonhado.

Mathias foi muito bem educado, e muito hábil na arte, embora ele nunca disse a Leon ou a qualquer outro de seus compatriotas de seu conhecimento, com a notável exceção de Rinaldo Gandolfi, com quem se encontrou em um tempo não especificado.

Mathias se casou com uma mulher chamada Elisabetha que ele estava profundamente apaixonado. Enquanto Mathias estava fora em uma campanha contra os pagãos, no leste, Elisabetha morreu devido a uma doença. Ao retornar e descobrir da sua morte de sua esposa, Mathias mergulhou em um desespero tão profundo que ele se tornou uma pessoa isolada, presumivelmente preocupando Leon, visto que Mathias foi o estrategista e tático do grupo.

Mathias Cronqvist.png

Durante esse tempo, crescia cada vez mais em Mathias uma raiva de Deus por permitir Elisabetha morrer como uma morte precoce, enquanto ele estava longe arriscando sua vida e lutar em nome de Deus. Ele pensou que era injusto e desleal para Deus em tirar o que mais importava para ele, quando ele tinha dado tanto a Deus, e quando Elisabetha era uma mulher tão pura e inocente que não merecia morrer. Mathias começou a procurar por maneiras de se tornar imortal e mostrar a Deus que ele não tem um julgamento final para tudo, e que ele poderia desafiar os decretos de Deus por existir fora deles, e desprezando Deus em sua vida eterna. Ele aprendeu sobre a Crimson Stone, considerada um tesouro entre os vampiros. Através de alguns meios, a pedra entrou na posse de Mathias, e ele planejava usá-la para adquirir a imortalidade.

Através de sua aquisição da relíquia arcana, uma divindade má conhecido como Morte se comprometeu em uma vida de servidão para Mathias, visto que a Morte só iria seguir aquele que controlava a Crimson Stone.

Com a pedra, Mathias poderia não só controlar a poderosa criatura espiritual, mas também absorver as almas dos vampiros mortos e adicionar os seus poderes em seu próprio. Com efeito disso, a humanidade estaria perdido, e ele iria se tornar um vampiro. O jovem cavaleiro em seguida, teve todos os recursos de que precisava para planejar seu esquema para se tornar um imortal. Mathias finalmente entrou em contato com um poderoso lorde vampiro chamado Walter Bernhard, que tinha de alguma forma obtido a Stone Ebony, outro tesouro vampírico que travou seu reino florestal e seu castelo em noite eterna, fazendo assim dele o mais poderoso vampiro. A única coisa de valor que Walter tinha desejado era a Crimson Stone, que acreditava ter se perdido com o tempo, mas foi secretamente parar nas mãos de Mathias.

O vampiro estava entediado, devido à sua própria imortalidade, e, a fim de distrair-se, ele gostava de jogar jogos de vida e morte com os seres humanos corajosos. Para aumentar as apostas do jogo - para tornar o ser humano mais interessados - ele iria roubar aquilo que é mais precioso de seu alvo. Mathias sugeriu Sara Trantoul como alvo de Walter, a noiva de Leon Belmont. O cavaleiro seria um jogador interessante no jogo de Walter, porque de acordo com as histórias de Mathias, suas proezas em combate era inigualável. Walter, que não sabia que ele estava sendo enganado, ordenou suas forças para invadir o domínio de Leon, a fim de capturar Sara.

Tudo correu de acordo com o plano engenhoso de Mathias; Leon, acompanhado do Rei dos Desenhos da época: Jet, foi para o castelo de Walter para salvar Sara, e devido a uma série de eventos planejados, foi capaz de derrotar Walter. Quando Walter estava morrendo, a Morte apareceu e pegou sua alma e concedeu o poder do vampiro para Mathias, que havia se materializado no castelo. Foi apenas em seus momentos finais que Walter percebeu o que estava acontecendo, e quais eram as verdadeiras intenções de Mathias. Ao absorver a alma de Walter, Mathias tornou-se o mais poderoso vampiro, embora ele não pode obter a Ebony Stone, já que ela foi destruída na batalha entre Leon e Walter.

Mathias declarou então que nunca tinha aproveitado uma noite melhor, e deu a Leon sua gratidão. Um confuso Leon exigiu uma explicação, a que Mathias respondeu que precisava de alma um poderoso vampiro, e ele sabia que Leon tinha o potencial necessário para destruir Walter para que ele pudesse levar a sua alma. Leon sentiu uma raiva através do Vampire Killer, que ele usou para matar Walter, e perguntou, incrédulo, se seu melhor amigo tinha abandonado a humanidade. Mathias confirmou esta afirmação e revelou o motivo. Ele admitiu que todos os envolvidos no calvário eram apenas peões em seu plano para se tornar o mais poderoso vampiro e amaldiçoar a Deus para sempre por causa da crueldade de Deus. Mathias, então, ofereceu Leon vida eterna visto que ele também sofreu com a morte de sua amada. Leon recusou, porque a eternidade sem o que ele amava seria vazia, e um plano distorcido de Mathias tinha custado a vida de Sara. Mathias acreditava que Leon de todas as pessoas seria a única a compreendê-lo, mas quando viu que não era o caso, ele se tornou um morcego e voou para longe, e os dois nunca se encontrariam novamente.

Mathias ficou escondido em terras estrangeiras e ele continuou a amaldiçoar a Deus. Eventualmente, ele nomeou-se como Drácula, Senhor dos Vampiros e Rei da Noite.

1094-1476

Em algum momento durante a vida profana do Mathias, ele construiu um castelo mágico na província de Valachia onde ele iria recrutar os seres humanos e outros seres que viraram as costas para Deus, ou foram evitados pela luz. Mathias concedeu a alguns deles o conhecimento proibido de Devil Forgery e permitiu-lhes praticar seus rituais em seu castelo.

Konami Magazine Lisa.jpg

Um dia, ele conheceu uma mulher chamada Lisa, com quem acabaria por se tornar romanticamente envolvidos. Ela lembrava muito Elisabetha para Mathias, que foi principalmente a razão pela qual ele havia se apaixonado por ela. Lisa amava muito Mathias apesar de suas opiniões sobre a vida e acabariam por ter um filho juntos chamado Adrian Fahrenheit Tepes, que seria mais tarde conhecido como Alucard.

Eventualmente, os boatos começaram a se espalhar que as práticas medicinais de Lisa eram uma forma de bruxaria. Isso a levou a ser presa e condenada à morte pelas autoridades. Lisa foi capturada e crucificada, um evento que Adrian testemunhou, mas foi impedido de intervir. Como a execução teria tradicionalmente ocorrido durante as horas do dia, Mathias nem sequer soube do que havia ocorrido até horas mais tarde, e quando ele soube disso, sua fúria subiu ao limite. Eventualmente, ele mudou seu nome para Drácula Vlad Tepes e conspirou sua vingança contra a humanidade por impiedosamente tirar o que mais importava para ele.

Adrian desconhecia os motivos pelos quais seu pai não foi ajudar sua mãe e eventualmente decidiu se voltar contra seu próprio pai, mudando seu nome para Alucard representando sua crença oposta ao seu pai.

1476 (Castlevania III)

Drácula, irritados com a humanidade pela perda de Lisa, enviou suas legiões contra os povos da Europa. A igreja enviou muitos exércitos na oposição, mas nenhum retornou.

Depois de vários meses, as forças de Drácula destruiu quase completamente os exércitos enviados pela Igreja Ortodoxa, e havia conquistado países inteiros. Uma noite, Isaac, um general no exército de Drácula, relatou que o Clã Belmont tinha começado uma ofensiva no oeste. Um caçador de vampiros descendente do velho amigo de Dracula, Leon, que atendia pelo nome de Trevor C. Belmont, estava planejando um ataque no Castelo do Drácula. Como Dracula foi o responsável pela morte da noiva de Leon, Sara, Leon comprometeu seus parentes a caçar e destruir Drácula. Isaac solicitou a oportunidade para enfrentar o próprio Trevor. Em vez disso, ele foi enviado para encontrar Hector, um outro general que foi anteriormente ordenado a assassinar o Belmont, mas se desertando. Dracula planejou para cuidar pessoalmente do descendente de seu velho amigo e esperou o caçador em sua sala do trono.

Dracula finalmente enfrentou o caçador de vampiros junto com o rebelde, Grant Danasty, a feiticeira Sypha Belnades, e seu próprio filho, Alucard, que tinha escolhido se opor a seu pai. Com muito esforço, o lorde Vampiro foi finalmente morto. Pela primeira vez em centenas de anos, o imortal Dracula foi finalmente morto, embora seu esquema para dizimar a humanidade não tinha terminado. Com seu último suspiro, ele proferiu uma maldição que deixou a região para apodrecer enquanto o envenenava as mentes de seus habitantes.

1479 (Curse of Darkness)

CoD Dracula Cut.png

Poucos anos depois, em 1479, a Morte procurou ressuscitar Drácula usando traidor Devil Forgemaster, General Hector, como um recipiente para Dracula. Visto que Devil Forgemasters foram inundados dentro de magia de Drácula, só eles poderiam ser os hospedeiros adequados para o Conde habitar. No entanto, eles teriam de ser totalmente envolvido na maldição que Drácula deixado para trás que foi o que assola a terra e seu povo.

Embora Hector era a escolha ideal da Morte (que se disfarçava como Zead) para um corpo do despertar de Drácula, ele rejeitou a Maldição, fazendo a Morte a se comprometer em usar Isaac como recipiente. Isaac foi morto a sangue frio por Hector, e a Morte usou o cadáver para ressuscitar o conde, sendo o primeiro despertar de Drácula dos mortos. Porque a ressurreição foi apenas parcialmente bem sucedido, Hector foi capaz de impedir tanto a Morte quanto Drácula e enviar o Conde de volta para a sepultura, além de anular sua maldição, finalmente libertar a terra de suas garras venenosas.

1576-1591 (Castlevania: The Adventure/Belmont's Revenge)

Um século mais tarde, Drácula ressurgiu novamente. Foi nessa época que o ciclo de regeneração de cem anos de Drácula começou a se manifestar. Devido ao poder de Cristo enfraquecendo a cada cem anos, os corações dos homens escurecem com o caos. Eles tentaram ressuscitar Drácula para que ele pudessem "limpar" o mundo. Ele foi trazido de volta em 1576, e como os seus poderes estavam ligados ao seu castelo, sua fortaleza voltou com ele.

BR Dracula Manual.JPG

Fortalecido de seu sono, o Conde retomou sua busca por vingança contra a humanidade e começou a atacar a Transilvânia com suas hordas. Mais uma vez, os únicos que poderia esperar estar contra ele e suas multidões de seguidores foram o Clã Belmont com seu chicote sagrado, Vampire Killer. Castlevania foi invadida por Christopher Belmont, o caçador de vampiros e Drácula se envolveram em um duelo de morte. Christopher pensou que tinha enviado o Conde para o túmulo, mas Drácula transformou-se em névoa fingindo sua morte. Como seu castelo havia sido destruído, e ele estava muito enfraquecida pela batalha para assumir sua forma regular, Drácula iria esperar pelo momento certo, para atacar de volta contra o clã Belmont que lhe tinha causado tantos problemas.

Drácula ressurgiu quinze anos depois, em 1591, magicamente influenciando o filho de Christopher, Soleiyu Belmont, enquanto ainda estava em forma de névoa. Ele planejava usar o Belmont para ficar completo de novo, e lançou uma maldição sobre o jovem caçador de vampiros que causaria Soleiyu para cumprir suas ordens. Christopher Belmont foi imediatamente salvar seu filho, e foi forçado a lutar com ele. Christopher derrota Soleiyu, e expulsa a presença de Drácula de sua mente. Nesse tempo, utilizando os espíritos dos quatro castelos elementares, Drácula reconstruiu seu corpo, e ele lutou contra Christopher Belmont pela última vez. Christopher saiu vitorioso e destruiu Drácula, o vampiro voltou a dormir por cem anos.

1691-1698 (Castlevania & Castlevania II)

Dracula NES Castlevania.JPG

Drácula ressurgiu em 1691 em uma noite de Páscoa, quando seus seguidores se reuniram em um mosteiro para realizar o ritual profano para trazer ele e seu castelo para o mundo novamente e a humanidade mergulhar na escuridão e desespero. Drácula foi derrotado por Simon Belmont, mas não sem um golpe fatal nas costas de Simon, e lançando uma maldição sobre ele. Semelhante quando ele foi derrotado por Trevor Belmont em 1476, Drácula deixou uma maldição sobre a terra antes de seu falecimento.

Embora Drácula estava morto, ele deixou tanto Transilvânia quanto Simon Belmont em condições terríveis. A única maneira de expulsar sua maldição foi recolher os seus restos mortais, ressuscitá-lo nas ruínas de Castlevania, e destruí-lo. Seguidores monstruosos de Drácula vagavam livre ao longo de muitos territórios na terra enquanto Transilvânia estava amaldiçoada, e eles esconderam os restos mortais do Conde em mansões fortemente vigiadas. O enfraquecido Simon Belmont recuperou todos os restos em 1698 e levou-os de volta ao Castelo de Drácula, onde ele ressuscitou o conde e derrotou-o, destruindo a maldição da terra e de seu próprio corpo.

1748 (Harmony of Dissonance)

Os restos mortais de Drácula iriam causar estragos no mundo novamente quando um jovem caçador de vampiros chamado Maxim Kischine procurou vestígios de Drácula como um meio de provar a si mesmo seu potencial como um caçador. Ele tinha inveja do status do Clã Belmont, e queria confirmar que ele era mais forte do que eles, encontrando os restos do Lorde Drácula. Como Simon Belmont cinquenta anos antes, Maxim recuperou todas as peças dos restos mortais em 1748, mas a posse de partes do corpo de Drácula fez a mente de Maxim se dividir em dois, dando à luz a um espírito maligno dentro Maxim.

DraculaHarmony.jpg

Visto que Drácula foi parcialmente trazido de volta ao mundo através de Maxim, Castlevania reapareceu. Como o espírito mau não tem controle total de Maxim, o Castelo não estava completo. Metade do Castelo estava no reino terrestre, enquanto a outra metade residia em um reino espiritual. O Maxim maligno e o Maxim originais lutaram pelo controle do corpo. A Morte auxiliou o Maxim maligno, porque se o mal assumir o corpo completamente, isso faria os dois castelos se unir.

A Morte viu Lydie Erlanger, uma jovem donzela que Maxim se importava, como um meio para isso. Se o Maxim maligno bebesse do sangue da donzela, seu sacrifício iria fornecer-lhe a força que precisava para superar a Maxim original. O esquema da Morte foi frustrado por Juste Belmont, o neto de Simon Belmont, que exorcizou o espírito maligno da Maxim, reunindo os vestígios de Drácula. O espírito foi atraído para as ruínas e abandonando o corpo de Maxim, materializando-se como fantasma do Drácula. Juste derrotou o fantasma, que satirizava o dever do Clã Belmont como algo fútil, porque Drácula sempre voltaria, e eles foram condenados a caçá-lo por toda a eternidade.

1792 (Rondo of Blood/Drácula X)

Drácula foi revivido em 1792, cem anos depois de sua derrota por Simon Belmont. Ele foi trazido de volta pelo zeloso sacerdote sombrio Shaft e sua congregação, que sacrificou uma donzela para ressuscitar o conde e seu castelo. Quando Drácula retornou, ele despachou suas forças para saquear a terra. Eles sequestraram as mulheres jovens de uma aldeia, sendo uma delas Annette, namorada de Richter Belmont. O conde sentiu a ligação que ela tinha com seus inimigos mortais, e, além disso, foi atraído por sua beleza. Ele ofereceu-lhe a imortalidade para que ela pudesse governar o mundo ao seu lado, mas ela recusou, dizendo que ela preferia morrer. Richter, eventualmente resgatou todas as donzelas das garras de Drácula, matou Shaft, e derrotou o Conde. Neste momento, Drácula começava a se divertir pelo ciclo interminável que ele compartilhou com os Belmonts. Ele sabia que ele voltaria, então ele não estava desanimado com a sua derrota. Richter Belmont disse que ele não tinha lugar no mundo, mas Drácula disse que não é de sua escolha que ele continuaria a voltar. Ele voltaria pela vontade de seres humanos que o invocam. Por causa disso, Drácula perguntou a Richter se ele poderia realmente ser considerado mal. Como ele estava se desintegrando, ele riu de Richter em plena confiança de que ele iria voltar, e que a caça do Belmont foi em vão.

1797 (Symphony of the Night/TKOC 2003)

Dracula1 small.jpg

Embora derrotado, Drácula voltou cinco anos depois, em 1797, devido aos esforços do fantasma de Shaft. Desta vez, foi o seu filho, Alucard, que o confrontou. Drácula ficou um pouco chocado ao ver seu filho novamente e desajeitadamente tentou convencê-lo a ver as coisas do seu ponto de vista. Ele estava chateado com Alucard constantemente se aliando com os seres humanos, apesar de tudo o que tinham feito. Ele perguntou a Alucard se ele tinha esquecido o que os humanos fizeram com sua mãe, Lisa. Alucard disse que nunca iria esquecer tal atrocidade, mas ao contrário de Drácula, ele não busca vingança contra eles, porque isso não é o que sua mãe queria.

Alucard disse a Drácula que não podia permitir-lhe atormentar a humanidade mais uma vez, e os dois membros da família acabavam se enfrentando. Como a ressurreição de Drácula não estava completa, ele foi derrotado por seu filho. No final da batalha, Drácula deixa tudo de lado e pede a Alucard para lhe dizer as palavras finais de Lisa. Alucard descreve ao pai que ela disse para não aborrecer os seres humanos. Que, se ele não poderia viver com eles, então, pelo menos, não lhes faça mal. Ela também disse a Alucard para contar a seu pai que ela o amaria por toda a eternidade. Pela primeira vez em centenas de anos, Drácula estava arrependido pelo que tinha feito. Ele gritou para Lisa para perdoá-lo por suas transgressões, e se despediu de seu filho enquanto desaparecia na morte.

Século 19 (Order of Ecclesia)

Drácula retornou em algum momento em 1800. Depois de 1797, o Clã Belmont desapareceu, e outras organizações surgiram com a esperança de deter Drácula e suas forças em lugar dos Belmonts. O grupo mais bem sucedido foi Ecclesia, devido a Barlowe, o líder da Ecclesia, fazendo uma descoberta revolucionária com a criação de glifos, símbolos que utilizavam o poder dentro de todas as coisas, e que os membros de Ecclesia foram capazes de usar em combate.

Dracula OoE Face.png

Por causa do sucesso de Ecclesia, aqueles em posições de poder confiaram a organização os restos do corpo de Drácula para que eles possam destruir os restos e na esperança de acabar com o do Conde Drácula para sempre. Barlowe desenvolveu o glifo final, Dominus, a partir dos restos de Conde Drácula. Barlowe dizia que Dominus seria usado para destruir o Lorde das Trevas, mas na verdade, o verdadeiro propósito de Ecclesia foi para cumprir o desejo da humanidade, que na mente de Barlowe foi a ressurreição do Conde Drácula. O plano de Barlowe era usar Dominus para destruir o selo sobre os restos que impediram o ressurgimento de Drácula no mundo. Barlowe precisava de alguém para sediar os glifos Dominus, e ele escolheu sua discípulo, Shanoa, que desconhecia as verdadeiras intenções de Ecclesia, e que o uso de Dominus iria acabar com sua vida. Shanoa descobriu a verdade e derrotou Barlowe. Os restos de Drácula, em seguida, exibiam uma grande quantidade de energia maligna em Barlowe, que ele usou para ressuscitar Drácula ao custo de sua própria vida. Depois que Barlowe sacrificou a sua força vital, o Lorde das Trevas e seu castelo retornou mais uma vez.

Shanoa infiltrou-se no castelo e fez seguiu para a Sala do Trono, onde Drácula residia. Inicialmente, Drácula pensou que Shanoa foi o que o trouxe de volta, e perguntou-lhe se ela queria a vida eterna ou um lugar ao seu lado em troca de seu serviço. Shanoa disse ao conde que ela tinha de fato ido lá para destruí-lo. Drácula se divertiu com sua resposta e a parabenizou com o desafio dela, dizendo-lhe que ele não tinha dançado um pouco. O próprio poder de Shanoa não foi suficiente para destruir Drácula, mas quando ela usou o glifo Dominus que ela estava hospedando, para surpresa do Conde; ela foi capaz de derrotar Drácula com seu próprio poder, mandando-o para a sua morte.

1897-1917 (Bloodlines)

Drácula foi ressuscitado algum tempo depois por meios desconhecidos durante os eventos de Drácula de Bram Stoker, durante os quais ele iria viajar para Londres e entra em conflito com Abraham Van Helsing, apenas para ser morto por Quincy Morris em 1897.

Dracula Bloodlines.jpg

O filho de Quincy, John Morris, confronta Drácula durante a primeira guerra mundial, ao lado de Eric Lecarde, quando Drácula foi ressuscitado através dos esforços de sua sobrinha, Elizabeth Bartley, e seu cúmplice, Drolta Tzuentes. Elizabeth assassinou o príncipe herdeiro da Áustria, o que resultou na guerra irrompendo em todo o mundo. Ela planejava usar as almas dos milhões que morreram em consequência da Grande Guerra para reviver seu tio. O ritual da ressurreição levou duas mulheres a cruzar toda a Europa, e elas foram perseguidas a cada passo do caminho por dois caçadores de vampiros - John Morris, filho de Quincy Morris que carregava a Vampire Killer do Clã Belmont, e Eric Lecarde, um espanhol em busca de vingança cuja a namorada foi vampirizada por Elizabeth. A caça veio à tona no castelo de Elizabeth, na Inglaterra, onde ela e Drolta conseguiram ressuscitar Drácula. O despertar do Lorde das Trevas foi de curta duração, visto que John e Eric invadiram o castelo e mataram Elizabeth, Drolta, e o próprio Drácula. Embora Drácula tenha sido morto, John pagou o preço e morreu por sua dependência do Vampire Killer. Visto que ele não era do clã Belmont, usar o demais o chicote custou a sua vida.

1944 (Portrait of Ruin)

DraculaPortrait.jpg

Em 1944, Drácula foi reavivido novamente pelo vampiro Brauner e, como resultado do estado de desespero sem precedentes o mundo estava no meio da Segunda Guerra Mundial. Brauner, tendo perdido suas filhas na primeira Guerra Mundial, buscava vingança contra a humanidade e planejava usar o poder de Drácula como um meio para isso. Brauner imediatamente selou Drácula para longe, visto que ele só desejava o poder e legiões de monstros para si mesmo, e não tinha a intenção de servir o Conde Drácula.

Brauner usava pinturas que ele fez que foram inundadas com magia para garantir seu controle sobre o castelo. Jonathan Morris, filho de John Morris e o usuário atual do Vampire Killer, e sua parceira, uma maga chamado Charlotte Aulin, foram enviadas pela Igreja para investigar o castelo, e a possível ressurreição do Conde Drácula. Através da compreensão de Charlotte sobre a composição mágica das pinturas, a dupla foi capaz de entrar nas pinturas e destruir o mal dentro dela, enfraquecendo assim a o controle de Brauner sobre o castelo. Jonathan e Charlotte derrotaram Brauner, mas o vampiro foi definitivamente morto pela Morte. A morte de Brauner desfez o selo que ele tinha usado para prender Drácula, e assim, o conde ressuscitou novamente para assumir o controle de seu castelo. Jonathan agora tinha o poder para destruir Drácula de imediato, e assim que o temível vampiro caiu de joelhos, os primeiros raios de sol entraram pela janela, vencendo o Lorde Vampiro.

1971* - Demon Castle Wars

A ressurreição final de Drácula teve lugar em 1971*, quando ele retornou uma última vez, e começou uma violenta ação para destruir toda a humanidade. Ele foi derrotado por Julius Belmont, um padre Hakuba, Alucard, e uma Belnades, e seu corpo permaneceu destruído. Além disso, uma cerimônia foi realizada no qual seus poderes e o castelo foram selados dentro de um eclipse solar, assim, finalmente, terminando o ciclo de regeneração de Drácula.

1998 (The King of Cartoons)

Embora seja desconhecido o motivo do retorno de Drácula devido aos acontecimentos em 1971, ele aparece na primeira temporada da fanfic, sendo um dos seres enviados por Maker Jacki para destruir o Rei dos Desenhos: Vinix e seus companheiros. Mas no fim o vampiro é derrotado pelo pequeno herói.

Reencarnação

Veja mais em: Soma Cruz.

Embora o ciclo de Mathias Cronqvist finalmente terminou, o legado de Drácula continuou, já que ele reencarnou como Soma Cruz.

Além de ter muitos dos tremendos poderes de Drácula, Soma tem uma notável semelhança com Mathias Cronqvist, a forma humana original de Dracula que começou tudo. No entanto, as cores de sua roupa evidenciam sua natureza como polar oposto (Mathias usava predominantemente roupas de cor escura com contorno vermelha, enquanto Soma veste um casaco branco com contorno azul), Soma pode ser considerado como uma segunda chance para Mathias em um nova vida: ao optar por ir por um caminho diferente quando a verdade é revelada.

2009 - Tower of Darkness

Em algum ponto, Devil se viu incapacitado de recrutar o Lorde Vampiro para a Tower of Darkness devido a quebra do ciclo em 1971 e a existência da encarnação atual do conde, Soma Cruz. Para resolver isso, o corpo de Drácula foi clonado e neste corpo foi infundido a "vontade" do Conde para criar uma copia o mais próximo do original possível, sem que ele se importe com o fato de não ser o Drácula original já que tecnicamente ele é a extensão da vontade do próprio vampiro "materializada".

Este novo Drácula, membro do Último andar da Tower of Darkness, descobriu sobre as bonecas Rozen Maiden e decidiu estudar mais sobre elas. Seu principal alvo foi Suigintou mas acabou sendo detido por Vinix.

Mais tarde, na ausência de Vinix, Drácula descobriu sobre a sétima boneca: Kirakishou. Puramente por curiosidade e estudo, ele criou um corpo para a boneca e os dois eventualmente raptaram e controlaram as outras bonecas em um castelo.

Vinix e Matt foram até o castelo e libertaram as bonecas uma por uma e por fim o Rei dos Desenhos destruiu Kirakishou. Drácula que apenas assistia tudo aquilo, não ficava descontente com o resultado e apenas retornava para a Tower of Darkness, fazendo o Castelo desabar em consequência.

Personalidade

Drácula demonstrou um certo nível de inconsistência a respeito de sua personalidade, embora elementos comuns têm sido uma excelente malícia em relação a raça humana e Deus, e um complexo de superioridade bem definida (ele acha que toda criatura é inferior a ele) quando está confrontando seus inimigos. Ao se deparar com seu filho, Alucard, Drácula mostra um lado mais suave, e um amor claro por seu filho, e também expressa seu amor eterno pela a mãe de Alucard. Após sua morte em 1797, Drácula tornou-se muito mais consistente e parece desprovido de muitas emoções, embora o complexo de hostilidade e superioridade ainda permanecem.

Alguns de seus traços mais consistentes, porém, são a sua profunda crueldade e indiferença para com toda a destruição que ele traz consigo, enquanto tem um pouco de prazer no sofrimento que ele inflige sobre os outros. Ele também justifica suas ações, alegando que não é pelo seu poder que ele volta, mas pela malícia de seres humanos que faz seu retorno ser possível, indo tão longe que ele questiona se ele é realmente o "mal" por causa disso.

Apesar de ser desafiado e derrotado várias vezes pelo Clã Belmont, ele parece sempre "brincar" com eles antes de usar o seu poder total, possivelmente subestimando-os e, ao mesmo tempo desfrutando de suas batalhas com a família, algo que ele faz menção de vez em quando como ele mesmo espera que seu próximo encontro contra os Belmonts depois de ser derrotado.

No entanto, durante sua derrota em 1797, ele realmente sente pela primeira vez arrependido de suas ações depois de saber do desejo de Lisa sobre ele, embora durante os avivamentos subsequentes ele parece não sentir nada disso. Uma possível razão para isso poderia ser que o mal da humanidade garante que Drácula permaneça constantemente mal e com tal concretização de malícia. É explicado muitas vezes que no fundo Drácula se torna o que ele é como um resultado da perda de seus entes queridos e, assim, ele pode ser visto como um vilão bastante trágico.

Poderes e Habilidades

Drácula tem apresentado grandes poderes no campo de batalha. Estes incluem, mas não estão limitados, à capacidade de gerar fogo em várias formas, tais como bolas de fogo ou simples esferas flamejantes lançadas como um meteoro; controle sobre morcegos e outras criaturas da noite; a capacidade de se transformar em um lobo, névoa, um bastão, ou outras formas mais hediondas para aumentar seus poderes; uma vasta gama de magias envolvendo sangue ácido; entre outros poderes, como o teletransporte.

Ele também tem o poder de domínio, o que lhe permite absorver as almas dos monstros e usar suas habilidades para si, Devil Forging, que cria lacaios leais a partir de fios de matéria conjurada, e ele é altamente hábil na arte secreta da alquimia e é um estrategista nato. Demonic Megiddo de Drácula prova o quão a força destrutiva dele pode ser colossal.

  • Blood Draining - Drácula, sendo um vampiro, pode morder e beber o sangue de suas vítimas. Seu feitiço Dark Metamorphosis pode melhorar sua capacidade de drenagem do sangue. Ele também pode drenar o sangue de sua vítima pelo simples toque nelas.
  • Hellfire - Dispara uma parede de bolas de fogo de sua capa. Outra versão faz com que chamas entrem em erupção a partir do chão.
  • Dark Inferno - Lança bolas magma a partir de sua capa. Elas não podem ser destruídas devido à sua textura de magma.
  • Soul Steal - Um feitiço que muitos temem. Soul Steal quando usado por Drácula, mata e absorve a energia do indivíduo para o uso de Drácula. Uma versão do feitiço tem uma área de efeito ao redor do usuário. Ele pode afetar múltiplas vítimas. Outra versão drena a vida das vítimas de Drácula por um simples toque, é por isso que muitos temem esta mágica. Ele também é referido como Life Steal.
  • Blood Hydro Storm - Talvez como forma de zombar dos poderes dos Belmont, Drácula, quando enfrenta Richter Belmont, pode fazer chover gotas sangue mais rápidas que balas, e tudo o que está preso em seu caminho vai sofrer uma morte certa. Drácula é aparentemente vulnerável ao feitiço também, visto que ele mantém uma área em torno dele sem a chuva.
  • Meteor Shower - Invoca uma enxurrada de meteoros flamejantes que caem do céu sobre seu inimigo.
  • Demonic Megiddo - Este é o feitiço demoníaco definitivo. Existem duas versões do ataque. A primeira, e a versão mais comum tem um tempo de carregamento mais curtos e permite Drácula invocar runas demoníacas que se tornam uma bola de fogo negro gigante. Drácula pode jogá-lo em sua vítima e vai incinerar suas vítimas com fogo demoníaco. A segunda versão é uma explosão gigantesca, com Drácula como seu núcleo. A explosão irradia dele, matando todo ser instantaneamente ao tocá-lo. No entanto, a segunda versão requer um longo tempo para ser carregar, dando tempo suficiente para fugir ou usar esse tempo para derrotá-lo visto que o vampiro estará desprotegido.
  • Imortalidade - Graças a alma de Walter, Drácula é imortal. Embora ele POSSA ser morto, ele vai simplesmente ressuscitar, depois de 100 anos, embora ressurreições prematuros não são incomuns.
  • Invulnerabilidade - Drácula possui resistência sobre-humana. Armas típicas certamente quase não vão feri-lo, de forma semelhante a Walter, ou irá infligir danos mínimos. Isso também dá uma certa vantagem contra usuários de Superforça, que embora possa ferir brutalmente seu corpo, não impede sua regeneração rápida. No entanto, certas armas e medidas, tais como ataque "Dominus" de Shanoa, o Vampire Killer, a espada de Alucard e e entre outros são capazes de feri-lo e matá-lo. Drácula também é (geralmente) invulnerável a ataques a qualquer parte de seu corpo, excluindo a cabeça. Em sua forma demoníaca, ele parece ter perdido esse poder. A ressurreição de Drácula também depende do número de pessoas no mundo que desejam seu retorno e entre 1797-1998, ele foi ressuscitado com mais frequência.
  • Teletransporte - Drácula pode se teletransportar para onde desejar.
  • Noite Eterna - Graças à Ebony Stone, é sempre de noite na área ao redor do castelo de Drácula.
  • Exercito Instantâneo - Os poderes das trevas de Drácula afetam até mesmo os mortos, e são capazes de criar "golems" pessoais além de esqueletos de vários tipos, uma variedade de golems elementares, e também pode animar objetos inanimados, como armaduras ou móveis. No entanto, esse exército instantâneo não é tão poderoso quanto demônios convocados do submundo.
  • Invocar seu Castelo Demoníaco - Onde quer que Drácula vá, seu domínio da Crimson Stone o permite convocar o antigo castelo demoníaco (também conhecido como "Castlevania") para aparecer em qualquer lugar, e a qualquer hora que ele deseja. Em suma, enquanto ele vive, Castlevania nunca será destruído.

Transformações

Drácula possui uma gama de transformações, podendo se tornar um lobo, morcego (Ou vários morcegos) e névoas. Ele também é capaz de transformar parcialmente sua capa em asas demoníacas.

As transformações mais poderosas de Drácula são chamadas de True Form e variam de acordo com cada encarnação dele através dos tempos. Normalmente são formas demoníacas gigantescas e perigosas, reflexo do seu grande poder sombrio.


Músicas

Temporadas que apareceu

Outras aparições na Fics

Trívias

  • Drácula é de longe o único antagonista, até o momento, a possuir uma contraparte no Mundo Real. Sendo a figura histórica que influenciou a criação de seu personagem fictício.
  • Diferente da crença popular, Drácula não foi o primeiro vampiro existente.

Ver também

Advertisement